Nunca, as famílias se preocuparam tanto com a formação de seus filhos como atualmente. E não é para menos, a educação se tornou um dos investimentos de maior retorno para os pais.

Mesmo estando na era da informação e da informatização, e sob a influência da mídia eletrônica na formação cognitiva e de valores dos alunos, a escola não perdeu espaço e nem pode perder de vista a sua razão de ser, a de educar os alunos formalmente, por meio da aquisição dos conhecimentos linguísticos e matemáticos, e promover a construção de valores morais e éticos.

A educação em valores é uma questão fundamental da sociedade atual, o desenvolvimento pleno do aluno, assim como o preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o mundo do trabalho.

A escola, por estar inserida em uma determinada comunidade, traz para o seu interior os conflitos, as aflições, as inquietações e aspirações pessoais e coletivas e é exatamente nesse momento, quando se criam espaços para discussão sobre a violência urbana, meio ambiente, paz, família, diversidade cultural, que a educação em valores começa a ser desenhada e vivenciada como processo social que se desenvolve na escola.

Não é uma tarefa simples abordar questões de valores em nosso ambiente escolar, porém buscamos não esquecer que nossa missão, enquanto instituição de ensino, por excelência, é favorecer o aprendizado da justiça, solidariedade, respeito, cooperação, ética, etc., promovendo, desta forma, não só a educação formal dos nossos alunos, como também, o desenvolvimento harmonioso de todas as qualidades do ser humano.